O Município

Dados do município.

Dados do município/localização

Fundação: 17/08/1846
Emancipação Política: 17 de agosto de 1846
Gentílico: milagrense
Unidade Federatíva: Ceará
Mesoregião: Sul Cearense
Microregião: Brejo Santo
Distância para a capital: 475,00

Dados de características geográficas

Área: 605,19
População estimada: 28316
Densidade: 46,79
Altitude: 334
Clima: Tropical quente semiárido
Fuso Horário: UTC-3
Milagres é um município brasileiro do estado do Ceará. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2018 estimou sua população em 28.446 habitantes. Tem um único distrito, Podimirim, localizado às margens da CE-293, na via que faz a ligação entre a cidade de Milagres e a de Juazeiro do Norte. O lugar já se chamou Freguesia de Milagres.
Às margens do Riacho dos Porcos, em meados do século XVII, havia um sítio denominado Pilar, onde conquistadores brancos se instalaram. Segundo relato do historiador Antônio Bezerra, o português Souza Presa e outros companheiros foram apanhados pelos índios Tapuias e logo devorados, sendo Presa reservado para outra ocasião em virtude de sua magreza. Partindo os Tapuias para uma caçada, deixaram Presa convenientemente amarrado aos cuidados de uma índia, a quem fizeram as mais enérgicas recomendações. Contudo, a índia, comovendo-se da sorte de seu prisioneiro, deu-lhe a liberdade. Presa atribuiu tal fato à intervenção de Nossa Senhora, aja vista ter feito uma promessa de, se escapasse com vida daquela situação, erigiria uma igreja em homenagem a Nossa Senhora dos Milagres. E assim, desaparecidos os Tapuias daquelas paragens anos depois, Presa voltou ao lugar em 1760 e fundou a igreja que tem hoje a invocação de Nossa Senhora dos Milagres e que permanece como ponto central do atual município.
Júlio Rodrigues Coelho (?-1887-1932), farmacêutico que dá nome à rua próxima da igreja matriz. Embora não fosse médico formado, exercia, na qualidade de farmacêutico, toda a assistência médica da população no início do século XX, indo ao encontro dos habitantes mais distantes em lombo de jumento, sem receber, por vezes, qualquer remuneração.

Em virtude de seu trabalho, sua saúde ficou bastante debilitada, tendo falecido ainda jovem, deixando viúva Adelia Gomes Coelho e 13 filhos, dentre os quais Aldenor Coelho, que seguiu os passos do pai como farmacêutico e José Osmar Gomes Coelho (1926-2000), que chegou a vice-prefeito do município com votação superior a do então prefeito, nos anos 60.

Raimundo Alves Pereira, um dos coronéis do Cariri, foi o primeiro prefeito da cidade. Escolhido pelo governo da República Velha, governou de 1916 a 1925. Torna-se novamente prefeito pelo PTB no período de 1936 a 1940.

João Fechine de Melo, homenageado ao emprestar seu nome a uma das ruas mais conhecidas da cidade, foi eleito prefeito entre os anos de 1931 a 1934.

Clicério Martins Pereira, fazendeiro, um dos maiores produtores de algodão de sua época, também foi prefeito durante os anos de 1948-1950. Hoje, uma das maiores escolas do município leva seu nome, sendo a responsável por disseminar a educação entre a população carente e incrementar os índices de alfabetização. Nessa escola funciona um dos maiores colégios eleitorais da cidade.

Cícero Leite Dantas, o primeiro prefeito eleito diretamente pelos votos da população da cidade, governou durante o quadriênio 1926-1930. Seu nome é homenageado ao batizar o edifício da Prefeitura Municipal de Milagres.
O município de Milagres é dividido em dois distritos: Milagres (sede) e Podimirim.

Bairros

Adalgísia Lins (conjunto)
Antônia Maria Fernandes (conjunto)
Casa Própria (COHAB)
Centro
Eucaliptos
Francisca do Socorro
Frei Damião
Mário Teles(conjunto)
Missionárias
Padre Cícero
Triâgulo
Distrito criado com a denominação de Milagres, pela Resolução Régia de 01-04-1813, e ato provincial de 18-03-1842, e por lei provincial nº 263, de 03-12-1842. subordinado ao município de Crato.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Milagre, pela lei provincial nº 374, de 1708-1846, desmembrado de Crato. Sede no núcleo de Milagres. Instalado em

Pela lei provincial nº 1708, de 25-07-1876 e ato provincial de 30-12-1862 é criado o distrito de Brejo dos Santos e anexado ao município de Milagres

Pela ato provincial de 27-03-1873, é criado o distrito de São Pedro e anexado ao município de Milagres.

Elevado a condição de cidade, com a denominação de Milagres, pelo decreto estadual nº 31, de 25-07-1890.

Pelo decreto estadual nº 49, de 26-08-1890, desmembra do município de milagres o distrito de Brejo dos Santos. Elevado a categoria de vila.

Pela lei nº 257, de 20-09-1895, o município de Milagres adquiriu a extitnta vila de Mauriti, como simples distrito.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 4 distritos: Milagres, Cuncas, São Pedro e Mauriti.

Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de I-IX-1920, o município é constituído de 5 distrtios: Milagres, Cuncas, Mauriti, Santa Cruz e São Pedro.

Pela lei estadual nº 2211, de 28-10-1924, desmembra do município de Milagres o distrito de Mauriti. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 2634, de 06-10-1928, desmembra do município de Milagres o distrito de Mauriti. Elevado novamente à categoria de município.

Pelo decreto estadual nº 1156, de 04-12-1933, desmembra do município de Milagres os distritos de Mauriti e Santa Cruz. Para formar o novo município de Mauriti. Sob o mesmo decreto acima citado, é criado o distrito de Rosário e anexado ao município de Milagres.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 4 distritos: Milagres, Cuncas, Rosário e São Pedro.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 31-XII-1936.

Pelo decreto estadual nº 378, de 20-10-1937, é criado o distrito de Barro e anexado ao

município de Milagres. Em divisão territorial datada de 31-XII-1937, o município é constituído de 5 distritos: Milagres, Barro, Cuncas, Rosário e São Pedro. Pelo decreto-lei estadual nº 448, de 20-12-1938, o distrito de São Pedro passou a denominar-se Pedro Segundo e o distrito de Rosário a denominar-se Podimirim. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 5 distritos: Milagres, Barro, Cuncas, Pedro Segundo ex-São Pedro e Podimirim ex-Rosário. Pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943, o distrito de Pedro Segundo passou a denominar-se Abaiara. No quadro fixado para vigorar o período de 1944-1948, o município é constituído de 5 distritos: Milagres, Abaiara ex-Pedro Segundo, Barro, Cunca e Podimirim. Pela lei estadual nº 1153, de 22-11-1951, desmembra de Milagres os distritos de Barro e Cuncas. Para formar o novo município de Barro. Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 3 distritos: Milagres, Abaiara e Podimirim. Pela lei estadual nº 3921, de 25-11-1957, desmembra de Milagres o distrito de Abaiara. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Milagres e Podimirim. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Brasão


Bandeira do Município


NOTÍCIAS

#AssistênciaSocial | 15 DE OUTUBRO DE 2021

As famílias devem comparecer portando RG, CPF e Cartão do Bolsa Família

#Saúde | 15 DE OUTUBRO DE 2021

No dia 6 de novembro, acontece o Dia D da vacinação na sede do município

#Esporte | 15 DE OUTUBRO DE 2021

Foi assegurado apoio logístico para que ambas as categorias tenham maior presença no calendário esportivo do município

#Educação | 15 DE OUTUBRO DE 2021

Trata-se de um reajuste previsto no PCCR, mas que o município estava com dificuldade de medir os parâmetros estabelecidos pela legislação, em razão da pandemia

#Educação | 14 DE OUTUBRO DE 2021

Os vestibulandos devem comparecer no sábado e domingo, 16 e 17 de outubro, às 11h, em frente a Prefeitura Municipal

Qual o seu nível de satisfação com essa página?


Muito insatisfeito

Um pouco insatisfeito

Neutro

Um pouco satisfeito

Muito satisfeito